Carregando...
HQ do site

Contos de Azrael – relatos com Padre Gonzales 14 – A vila

15 de outubro de 1556

Há mais de 1 semana, cheguei neste pequeno vilarejo em (esta parte está um pouco borrada, mas ao que parece, é um vilarejo na atual Polônia ou algum lugar perto, de domínio católico na época). Aqui, vejo o diabo em toda a parte. Uma constante excitação toma conta dos moradores, que por vezes agem de forma depravada.

Eu venho sendo forte e resistindo, ao pecado da carne. As mulheres deste vilarejo, não possuem pudor. As vezes umas delas me seduzem. Mas negam isso no dia seguinte. Acredito que o fazem tomada pelo diabo. Vejo isso nos olhos delas quando ando na rua. Principalmente das mais novas. Um olhar sedutor, quase que me vissem por dentro da roupa. Com gestos obscenos e instigam o pecado da carne. Mas o Senhor me dá forças.

A mais estranha, é uma mulher de vermelho que as vezes a vejo andando. Mas nunca vejo onde ela mora. Já até tentei segui-la. Outras vezes, ela invade meus sonhos. E ainda tem aquelas vezes que fico na dúvida entre o sonho e a realidade. Vejo que essa mulher de vermelho propaga a libidinagem por aqui. De alguma forma ela estimula outros moradores aqui. Mas nunca a alcanço.

Ontem pegamos duas jovens fazendo sexo entre elas. Uma delas estava usando a outra de forma asquerosa. Parecia tomada pelo diabo enquanto a torturava com prazeres sexuais. Estamos forçando para conseguir informações sobre o tratado dela com o diabo e a quem mais ele afetou aqui. Principalmente, como alcançar a mulher de vermelho. Mas devo confessar, algo não me parece certo com essa mulher de vermelho. E temo por nossas almas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.