Loading...
Sem categoria

Análise de pág – a última caçada de Kraven.

Aqui vamos analisar essas duas páginas de Homem Aranha – a última caçada de Kraven. Haverá spoilers para quem não leu. Aqui estamos vendo dois personagens que estão em seus devidos recintos, mas que a história já mostra que haverá um confronto entre eles. Kraven, é um caçador. A sua cor predominante é o laranja, não chega a ser monocromático, vemos principalmente nos balões de pensamento, determinando que o balão pertence ao Kraven. O laranja é uma cor forte, cor da ansiedade, descontentamento, sentimentos presentes na psique de Kraven ao longo desta HQ. Mas também é uma cor quente, com energia, apegado ao por do sol, a savana africana, ao rei das selvas e maior de todos os predadores (pelo menos atualmente). O leão. Mesmo se não for o leão, o outro grande predador é o tigre, que também tem a cor laranja como predominante. E principalmente, é a cor da transição (ele é a cor intermediária entre amarelo e vermelho, para se obter o laranja, tem que misturar essas duas cores citadas), a cor da transformação e esse quadrinho se trata exatamente da metamorfose de Kraven, da sua ascensão.
Por outro lado, temos o Rattus. Um monstro que rasteja pelos esgotos, mesquinho e beira a irracionalidade. Praticamente um animal no significado mais primitivo da palavra. A cor predominante é o verde. É uma cor relacionada a vida e a natureza, mas tem o outro lado, relacionada a inveja, ligada a veneno e seres rastejantes, os repteis, ligada ao anti-humano e aos monstros. No Norte da Europa foi relacionada ao horripilante e ainda é ligado aos musgos e lodos. Aqui a água do esgoto é verde e nos dá uma sensação de nojo que também se pode relacionar ao verde assim como o tóxico.
Dita as coras associadas a cada personagem, só com isso já podemos falar muito sobre eles. A cena se dá sobre um confronto iminente,  começa com Kraven olhando sua presa de cima, brincando com ela (que diga-se de passagem, é um rato) e logo temos o Rattus, no esgoto sendo olhado de cima e ele está olhando para cima, assustado, como se estivesse fugindo de algo. Assim, mais do que o confronto que está por vim, já temos os envolvidos com seus papeis bem determinados, o caçador e a presa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.