Loading...
Sem categoria

Batman: A queda do morcego

A queda do morcego, Bane quebra o Batman

O famoso arco em que Batman tem a sua maior derrota, A queda do morcego!

A década de 90 foi uma época em que filmes de ação e lutas cresceram muito, imortalizando grandes astros do gênero como Jean Claude Van Damme, Silvester Stallone e Steven Seagel. Os quadrinhos não fugiram dessa linha, popularizando os crossovers. Quem ganha as lutas: Superman ou Hulk? Thor vence o Hulk somente na força física? Capitão América ou Batman? Quem luta melhor? Confrontos que mais servem para alimentar egos dos fãs, pois é raro ter uma boa história envolvendo este contexto.

Falando mais especificamente da galeria de vilões do Batman, como Espantalho, Coringa, Duas Caras e Pinguim; o Morcego sempre conseguiu derruba-los facilmente, assim como seus capangas. O maior desafio era resolver os problemas que tais vilões arquitetavam. Com o passar do tempo fora aparecendo alguns desafios físicos para o Morcego, como Killer Croc, Ra’s al Ghul, Morcego Humano (ser meio humano e meio morcego, no estilo do Lagarto, vilão do Homem Aranha) e finalmente o Bane.

Nesta mesma época, a revista do Super Homem estava em queda, o que dava a entender que a personagem estava morrendo. Então os responsáveis pela revista decidiram terminar o serviço, e o mataram.

A Morte do Super Homem fora um evento tão grande que teve cobertura da mídia, levando a personagem ao topo dos ícones pop novamente. Percebendo que o Homem de Aço poderia voltar a gerar lucro para a editora, eles resolveram ressuscitar o herói. A partir daí, tivemos o lançamento de uma “moda”: matar heróis, como por exemplo o Robin e a morte da Gwen Stacy (primeira grande paixão do Peter Parker). Também foi nessa época que começaram as chamadas, popularmente, “sagas caça níqueis”, como Crepúsculo Esmeralda (a queda do Lanterna Verde), Saga do Clone do Homem Aranha. A Queda do Morcego se enquadra em uma saga “caça níquel” com 43 revistas e fora nessa saga que apareceu um dos melhores vilões do Batman: Bane.

A queda do morcego Batman cansado

As revistas da A queda do morcego possuem uma boa narrativa de Doug Moench e Chuck Dixon, com desenhos na maioria das vezes bons, e tendo mudanças de acordo com as mudanças de desenhistas. A saga não escapa do simplório e muitas vezes com eventos forçados, começando pelo próprio Bane. Felizmente foi uma criação acertada sem querer, por ser um vilão interessante, inteligente e alguém de mesmo nível do Batman. Tanto que através de um plano inteligente: liberar todos os vilões de Arkam de Blackgate. Cavaleiro das Trevas atuou durante três meses direto, dormindo somente uma média de quatro horas. Essa jornada o levou a exaustão física e psicológica, e ao final ele fora derrotado pelo vilão. Mas, por melhor que fosse o plano, o desenvolvimento de Bane deixa a desejar, com várias passagens forçadas.

A queda do morcego Batman doidão

Bane nasceu na prisão de Pietra Dura na ilha de Santa Prisca, pagando pelos crimes de seus pais.

Aos oito anos de idade, cometeu seu primeiro assassinato, matando um criminoso que queria usá-lo como moeda de troca de informações na prisão. Sua única companhia era seu ursinho de pelúcia chamado Osito. O urso possuía um buraco em suas costas, no qual Bane escondia uma faca para usá-la contra qualquer um que tentasse ameaçá-lo.

Mesmo aprisionado, o vilão não deixou de aperfeiçoar suas habilidades naturais: dedicou-se à leitura de diversos livros, modelou seu corpo no ginásio da prisão e aprendeu a lutar para poder se defender de outros prisioneiros. Tornou-se uma lenda quando passou dez anos na solitária e saiu dela em perfeita saúde. Em certa ocasião, Bane desentendeu com outro prisioneiro e acabou sofrendo um acidente, que o deixou em estado de coma. Teve visões do seu futuro e descobriu que o medo de um morcego poderia impedi-lo de alcançar seus objetivos. Ficou obcecado pela leitura sobre Gotham City (lugar que, assim como a prisão, era comandada pelo medo) e sobre seu guardião.

Ao que parece, fizeram de tudo para que ele parecesse um grande vilão.

Virar assassino cedo, matar muitos, nascer na prisão e, conhecer a identidade do Batman através de um sonho, ficando obcecado para derrotá-lo. Tudo por causa de um sonho?! Todos os criminosos agindo que nem loucos pela cidade, sem crime organizado ou máfia (o que é muito comum nas histórias do Morcego), e fazendo o guardião de Gotham levá-los de volta à cadeia. Um clímax, um tanto melodramático, mas interessante de se ver. A frustração de Batman diante de seu fracasso como guardião, é o principal fator de sua derrota, quando Bane quebra sua coluna.

A queda do morcego

Após a A queda do morcego.

Pela lógica quem deveria assumir o manto, seria Dick Grayson (Robin e mais tarde Asa Noturna), que é como um filho para Bruce. Porém, quem teve esse papel foi um maluco que eles acabaram de conhecer, Jean Paul Valley.

Grande parte de seu treinamento se dá a um sistema que introduz tudo que precisava saber, como se ele tivesse sido hipnotizado antes de nascer, que inclusive lhe deu uma condição física do nada. A personagem estava sem lugar na história, até Bruce reclamar o manto de volta, por direito. E neste momento ocorre mais um evento forçado: Bruce e a doutora que cuidava de seu sério ferimento, se apaixonam sem uma explicação.

Ela é sequestrada e do dia para a noite, ganha poderes de cura (o que era bem conveniente para a situação de momento). Ela cura a coluna do Bruce e fica louca, com a mentalidade de uma criança de quatro anos. Bruce tem que recuperar a forma, e bem ao estilo de um filme de kung fu, ele volta a treinar, derrota o Batman de Jean Paull Valley (que havia deixado de usar o traje clássico, para usar uma armadura estranha e inútil) ao refletir a luz do Sol na cara dele.

E é assim, dessa forma estranha e confusa que termina a saga Queda do Morcego.

Uma saga que tinha tudo para ser uma obra prima devido ao seu começo, e o seu final, nos faz pensar que os idealizadores só queriam se livrar dela e partir para próxima.

A queda do morcego - a revanche

Consiga já o seu
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.