Carregando...
HQ do site

Wolverine – reapresentando a origem da Arma X

Aqui nos referimos à HQ de Barry Windsor de 1991. Já que o termo “Arma X” passou a ser usado com mais frequência até mesmo tendo seu próprio título de revistas.

Esta é uma das principais História em Quadrinhos que apresenta a origem do Wolverine. Mas muita coisa ainda viria a ser estabelecida. A ideia do “Arma X” sendo o “X” o “10” em número romano, de forma que seria o 10º experimento de arma humana/mutante por exemplo. Aqui Logan tinha o fato de cura e não as garras, sendo que as garras de adamantium fora estabelecidas com uma aglomeração de adamantium no pulso.

De cara, temos algumas incoerências.

Como um homem pode ser sequestrado e não chamar a atenção de ninguém ou dos órgãos competentes. Isso não fica claro, ainda mais que Logan tinha relação com a polícia e eles não queriam a polícia envolvida. Mas o mais estranho de fato, são as garras. Aglomerou adamantium no pulso. Mas como que isso fez ele ter capacidade de controla-la? Se fosse algo planejado, daria para entender, mas foi acidental! Então não faz sentido ele já ter condições de manipular as garras como uma extensão de seu corpo.

Tem uma narrativa lenta.

Muitas páginas e quadros só mostrando o Logan entubado com os doutores observando comentando sobre como está a retroalimentação dele. É como se a gente estivesse acompanhando o que os doutores estão vendo. E nesses momentos não tem diálogos ou pensamentos que aprofundarão em alguma questão, apenas mostrando que estão observando mesmo. Poderiam reduzir sem afetar a história, no entanto, afetaria a narrativa, já que ao não reduzir, aumenta a dramaticidade dos momentos e passa uma melhor e maior noção do tempo transcorrido. E isso ocorre quando o Wolverine está entubado. Bem como quando ele está sendo treinado. Ou melhor dizendo, doutrinado para ser uma arma selvagem e letal.

Mas pode correr o risco de parecer um pouco arrastado, embora pessoalmente não achei. “Arrastar” um pouco a narrativa evitando elementos mais dinâmicos e “corridos”, evitando também enquadramentos mais ousados extrapolando as próprias limitações dos quadros 9como por exemplo, o personagem “sai” do quadro as vezes interferindo em outros quadros, também chamado de Sangria) da pág” pode ajudar a desenvolver o drama e suspense. Esses elementos como sangria são bons para HQs com mais ação, mas é bom também saber quando não usá-los.

Está é uma HQ bem interessante, mas foi apenas o ponto inicial sobre a origem do Wolverine, com elementos que foram alterados e outros acrescentados ao longo do tempo.

Consiga já o seu
Consiga já o seu
Um comentário
  1. Dennys Sobral

    Clássico do personagem. Revela traumas psicológicos e como o Wolverine adquiriu grande parte de seus traços modernos de personalidade. Leitura obrigatória!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.