Loading...
Sem categoria

Valentina -de Guido Crepax

Valentina

Se há uma personagem de histórias em quadrinhos que me marcou fortemente, essa se chama Valentina Rosselli. Criada em meados de 1960 pelo italiano Guido Crepax, Valentina era uma fotógrafa que se tornaria o interesse amoroso do principal personagem:um investigador paranormal chamado Philippe Rembrandt.

Porém, a moça tinha tanto potencial e carisma que passou de coadjuvante a protagonista de uma série de situações rocambolescas e, acima de tudo, sensuais. O erotismo suplantou o tom policial e de suspense do princípio, e até o poder mental de Rembrandt foi deixado de lado.

Contudo, Valentina era dona de si. E certamente uma mulher a frente do seu tempo. Independente, decidida, tão forte bem como também é tão frágil. A arte de Guido Crepax , falecido em 2003 aos 70 anos, se une a uma narrativa cinematográfica. Desse modo traz tramas por vezes ingênuas, mas que dão vazão a toda sensualidade de Valentina. Seja na vida real, seja em seus sonhos e devaneios.

Recomendo a leitura de “Valentina:biografia de uma personagem”,da editora L&PM,onde vocês encontrarão as primeiras histórias dela, junto com informações da viúva e do filho do autor.

P.S. foi nela que me inspirei para criar minha personagem Catrina, a musa do Álvaro.

 
Valentina
 
Por – Mauro Torres
Consiga já o seu
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.