fbpx
Carregando...
Indicações de leitura

Guerra civil, do quadrinho ao filme.

 

O filme de Guerra Civil, deixou muito a desejar. Não só em relação ao quadrinho, mas como filme mesmo.

De fato, se tratando de uma adaptação, temos que levar em conta as diferenças entre mídias. Mas para uma adaptação ser boa, temos que levar em conta se ela consegue captar a essência, ou simplesmente estará usando o nome de uma obra já estabelecida para ganhar dinheiro, assim como ocorre com os filmes do Residente Evil.

Nos filmes do UCM, algo evidente, é a falta de consequências dos acontecimentos

Então tivemos um filme que iria estabelecer as consequências de tudo que tinha ocorrido nos filmes até então, com base no Tratado de Socóvia, que é basicamente o registro de super heróis dos quadrinhos.

No entanto, outro problema evidente dos filmes da UCM, que inclusive se remete ao primeiro problema, é a falta de desenvolvimento do roteiro. Se utiliza de piadas para quebrar o clima e acaba por quebrar qualquer efeito de desenvolvimento da história ou dos personagens. O que nos impede de comprar a ideia de uma ameaça e estraga quase todos os vilões dos filmes. Isso inclusive ocorre de forma que as premissas costumam ser jogadas em um momento no filme, apenas para se dizer que foram citadas. Já que logo em seguida são deixadas de lado para se dar um foco em piadas e cenas de ação.

E aqui neste filme, temos isso, onde tudo sobre o registro de heróis é tratado em um pequeno trecho no início do filme. Dde forma que não se fica claro o posicionamento de todos os personagens. Logo em seguida, o filme se perde em uma perseguição desenfreada onde os personagens envolvidos tomam lados sem nenhuma razão. Convenhamos, a cena do aeroporto, acabou sendo literalmente uma disputa entre dois times de vôlei. Não só pela pequena quantidade de participantes, que acaba por não condizer com o nome “Guerra”, já que a briga acaba por se limitar em um conflito interno entre os vingadores com um ou outro palpiteiro, mas também porque os times foram escolhidos de forma aleatória.

Qual a explicação do Homem Aranha lutar contra o Capitão?
Só porque o Tony falou que ele estava errado?
Pantera Negra entrou ali por que?
Ele só queria o Bucky. Pra que se juntar ao time ao invés de agir na surdina como ele fez no final deste mesmo filme. Assim sendo daria para pegar o assassino do pai sem se intrometer em problemas dos outros.
A Feiticeira dá todos os indícios de apoiar um lado e apoiou o outro… porque sim, não tem motivos.

E o problema do registro, ficou muito limitado aos vingadores, sendo que nas HQs, atingiram todo o universo Marvel, dos X-men, Vingadores aos heróis urbanos. E no UCM, já tinham expandido o universo ao ponto de impactar muito mais que os Vingadores, todos aqueles que se uniram aos Vingadores no filme “Ultimato” não foram inseridos nos filmes pós Guerra Civil não (somente alguns). Além de que as séries já expandiram o universo sem contar os próprios filmes que já tinham estabelecido os mutantes (com nomes de milagres), que portanto poderiam fazer com que os eventos realmente atingissem aquele universo.

Sem contar que ao final do filme, tudo relacionado ao registro praticamente acaba, já que aparecem depois mais como easter eggs do que tendo alguma relevância real nos filmes seguintes, enquanto nos quadrinhos, gerou impactos profundos em vários personagens.

Mas verdade seja dita, uma coisa que o filme trabalhou melhor que o quadrinho, foram os posicionamentos de seus líderes. Enquanto no quadrinho, ele meio que te direciona o lado pelo qual você deveria torcer, o filme é mais difícil de determinar a quem se apoiar, já que o Homem de Ferro não virou um vilão autoritário. Realmente mostra que ambos tem posicionamentos diferentes que gerou desavenças. Pena que este mesmo tratamento não foi dado para todos os outros personagens

Acabou que foi um filme feito as pressas, para competir com Batman v Superman. Todavia utiliza do nome do quadrinho para gerar lucro sem se preocupar em fazer uma boa adaptação. Claro, o filme tem que gerar lucro, e não se trata de fazer igual. Inclusive porque copiar eventos dos quadrinhos sem se preocupar em inserir no contexto do filme, somente para ter uma referência, só iria afetar a coerência da obra. A questão, é captar a ideia e trabalhar bem, encima desta ideia. Mas ele poderia muito bem ser uma boa adaptação e isso inclusive pode ajudar nos lucros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.