Loading...
Sem categoria

Batman: As dez noites da besta

Batman 10 noites da besta

Como já foi dito no review de A Queda do Morcego, Batman sempre teve inimigos que desafiavam sua inteligência e seu lado detetive. Com o tempo foram criando inimigos que o desafiavam estrategicamente e fisicamente. Entre esses inimigos, temos o KGBesta.

Um ex-agente da KGB que vai a Gotham com as intenções de matar dez políticos, e por isso o nome Dez Noites da Besta. Um inimigo com treinamento tático, estrategista e obstinado em cumprir a sua missão. Atlético e com uma fantasia ridícula como era comum nas HQs de super heróis da época. E nisso está o grande desafio do Batman: salvar as dez vítimas.

O embate entre os dois, é muito mais um jogo de xadrez do que físico, onde o Batman teve que engolir o próprio orgulho. O caminho para essa superação é muito bem apresentado em uma narrativa em off (o que seriam os balões de pensamento, mas que aqui já aparecem como os balões do narrador, mas que são os pensamentos do Morcego). A arte é do saudoso Jim Amparo, que já era responsável por desenhar o Batman, incluindo em HQs importantes como Morte em Família e A Queda do Morcego.

O maior ponto negativo é que o personagem KGBesta, que se mostrou muito interessante aqui. Entretanto, depois some e quando aparece é muito mal utilizado, virando um personagem descartável. Algo semelhante aconteceu com o Bane. Mas a aparição desse fora mais impactante, e por isso entrou na lista dos principais inimigos do Morcego. Já o KGBesta, infelizmente não. Devido a isso caiu no esquecimento, chegando ao ponto de aparecer em Batman v Superman em uma parição vergonhosa que chega a ser pior que a aparição do Jimmy Olsen no filme.

Batman investiga

Batman vê KGBesta ferrando o próprio braço

Consiga o seu com 23% de desconto
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.